Jinjiang Zhongzhi Textile Co., Ltd.
  • Sequestro trágico de dois executivos chineses nas Filipinas destaca preocupações de segurança no comércio exterior
    Sequestro trágico de dois executivos chineses nas Filipinas destaca preocupações de segurança no comércio exterior
    Recentemente, uma notícia comovente causou um enorme alvoroço tanto a nível nacional como internacional: Dois funcionários do comércio exterior foram sequestrados durante uma viagem de negócios às Filipinas. Depois que os sequestradores receberam um resgate de 3 milhões, eles ainda mataram cruelmente as vítimas. De acordo com fontes internas, as duas vítimas pertenciam a duas empresas diferentes de dispositivos médicos e eram ambas pessoas de nível médio e sênior. Eles conheceram uma mulher chinesa chamada "Li Na", que alegou ser uma agente filipina, na EuroPCR em maio e foram convidados para uma visita às Filipinas, na esperança de expandir ainda mais o mercado externo. Eles foram sequestrados logo após saírem do avião e morreram tragicamente.                     Uma armadilha cuidadosamente tecida Existem muitas especulações sobre o incidente. Ambos os indivíduos tiveram sucesso em suas carreiras e eram experientes e cautelosos, então por que ainda caíram na armadilha dos sequestradores? Na indústria altamente especializada e competitiva de dispositivos médicos, todas as empresas lutam pela sobrevivência e pelo desenvolvimento . Em busca de novos pontos de crescimento de mercado, ir para o exterior tornou-se a escolha atual para a maioria das empresas de dispositivos médicos. Além disso, a área dos dispositivos médicos é altamente profissional e está estreitamente ligada ao governo, o que torna as barreiras à entrada no mercado muito elevadas. No entanto, numa exposição profissional, encontraram uma armadilha cuidadosamente tecida. O inglês usado na indústria de dispositivos médicos é especializado e obscuro. Participar em conferências profissionais na Europa indica que devem compreender o conhecimento da indústria e ter um elevado nível de proficiência em inglês. Este incidente também expôs o problema de verificação da identidade de clientes estrangeiros. Internamente, as identidades dos clientes podem ser verificadas exigindo-lhes a apresentação de três certificados e outras licenças. Mas no exterior não existem tais licenças para julgar as verdadeiras identidades e antecedentes dos clientes. Quando um cliente potencial (golpista) cuidadosamente organizado envia um carro de luxo para buscar pessoal de comércio exterior para visitar a casa de um chefão bem relacionado, você realmente recusaria? Segurança em primeiro lugar, depois ganhar dinheiro Muitas pessoas afirmam que esta situação é insolúvel, afirmando que viagens de negócios para atender clientes são normais no comércio exterior. Os acontecimentos passados ​​já desapareceram, mas alertam profundamente o pessoal do comércio exterior para ser sempre cauteloso. Em primeiro lugar, não revele facilmente o seu itinerário detalhado a clientes desconhecidos. Por exemplo, o conteúdo da comunicação não deve especificar a data exata, o voo ou as informações do hotel. Tente compartilhar sua localizaç...
    Veja mais
  • Expressando condolências aos nossos clientes iranianos pelo falecimento de seu presidente Ebrahim Raisi
    Expressando condolências aos nossos clientes iranianos pelo falecimento de seu presidente Ebrahim Raisi
    Estamos profundamente tristes e tomamos conhecimento da trágica perda do Presidente Ebrahim Raisi no recente acidente. Em nome de toda a nossa empresa, apresentamos as nossas mais sinceras condolências a vocês, ao povo do Irão, e à família e entes queridos do Presidente Rais.   A partida repentina do Presidente Raisi é uma perda significativa não só para o Irão, mas também para a comunidade global. Ele serviu o seu país com dedicação e empenho, e as suas contribuições para o progresso e desenvolvimento do Irão serão sempre lembradas. Como líder e estadista respeitado, o Presidente Raisi desempenhou um papel vital na definição das políticas e prioridades da nação, e a sua ausência será profundamente sentida.   Durante o seu mandato, o Presidente Raisi trabalhou incansavelmente para fortalecer a economia do Irão e promover as relações comerciais internacionais. Os seus esforços para construir pontes e promover a cooperação foram louváveis, e tivemos a sorte de ter tido a oportunidade de trabalhar em estreita colaboração com os nossos parceiros iranianos sob a sua liderança.   Neste momento difícil, estamos ao lado de vocês, nossos valiosos clientes e amigos iranianos, oferecendo nosso apoio e solidariedade. Entendemos que a perda de um líder não é apenas uma tragédia pessoal, mas também um momento de reflexão nacional. Esperamos que, através da unidade e da resiliência, o Irão navegue através deste período de luto e continue o seu caminho rumo à prosperidade e ao sucesso.   Como empresa de comércio exterior, continuamos comprometidos com a nossa parceria com o Irão e continuaremos a fornecer-lhe o mais alto nível de serviço e suporte. Entendemos que navegar por um momento tão desafiador pode ser exigente e estamos aqui para ajudá-lo no que pudermos.   Mais uma vez, estendemos as nossas mais profundas condolências a todos os nossos clientes iranianos e ao povo do Irão. Que o legado do Presidente Ebrahim Raisi seja sempre lembrado e que a sua visão de um Irão próspero perdure. Nossos pensamentos e orações estão com você durante este período de luto.   Com sinceras condolências,
    Veja mais
  • Recuperação Económica Global
    Recuperação Económica Global
    A economia global começou de facto a mostrar sinais de recuperação. O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirma que a taxa de crescimento económico global atingirá 2,9% em 2024, demonstrando uma tendência ascendente constante. Com o efeito da pandemia, as actividades económicas em vários países estão gradualmente a regressar ao normal, e a cadeia de abastecimento global também está a ser gradualmente reparada. Indústrias como o sector dos serviços e a indústria transformadora, que sofreram impactos graves durante a pandemia, estão a começar a recuperar gradualmente. Especialmente nas indústrias fortemente afetadas pela pandemia, como o turismo e a restauração, e na indústria transformadora com capacidade de produção e volume de encomendas crescentes. Os mercados emergentes e as economias em desenvolvimento estão a desempenhar um papel cada vez mais importante na recuperação económica global, e espera-se que as suas taxas de crescimento económico sejam superiores às das economias desenvolvidas, tornando-se uma importante força motriz por trás da recuperação económica global. Além disso, dados divulgados pela Federação Chinesa de Logística e Compras mostram que o Índice de Gestores de Compras (PMI) da indústria global atingiu 50,3% em Março, encerrando uma tendência de 17 meses de funcionamento abaixo de 50% e regressando à zona de expansão. Estes dados indicam que a indústria transformadora mundial está a acelerar a sua recuperação, impulsionando uma recuperação económica sustentada. Olhando para diferentes regiões, os PMI da indústria transformadora da Ásia, das Américas e da Europa recuperaram, com a China e os Estados Unidos a contribuir significativamente para a tendência estável e ascendente da economia global. No entanto, a recuperação económica mundial ainda enfrenta incertezas, incluindo questões da cadeia de abastecimento, pressões inflacionistas e riscos de dívida. Diferentes países estão a adoptar diversas estratégias para resolver estas questões, tais como a implementação de políticas monetárias e fiscais flexíveis, o reforço da construção de infra-estruturas, a promoção da modernização industrial e o reforço das capacidades de inovação para melhorar a dinâmica de crescimento intrínseca da economia. Em conclusão, a tendência de recuperação económica global é positiva, mas ainda existem muitos desafios e incertezas no processo de recuperação.
    Veja mais
  • Zona económica da Malásia é um impulso para o Sudeste Asiático
    Zona económica da Malásia é um impulso para o Sudeste Asiático
    O estado de Johor, no sul da Malásia, pode emergir como a versão de Shenzhen no Sudeste Asiático, dizem os especialistas, com a Zona Económica Especial Johor-Singapura, ou JS-SEZ, que deverá impulsionar os investimentos e as parcerias entre Singapura e a Malásia. Em 11 de janeiro, o primeiro-ministro da Malásia, Anwar Ibrahim, e o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong, testemunharam a assinatura de um memorando de entendimento na cidade de Johor Bahru, que visa desenvolver uma estrutura para um acordo juridicamente vinculativo sobre a JS-SEZ. Listou sete iniciativas para a construção da zona económica especial, incluindo a implementação de um sistema de autorização de códigos QR sem passaporte para ambos os países, a criação de um centro único de serviços empresariais e de investimento e a facilitação da cooperação em energias renováveis. A JS-SEZ pode racionalizar as políticas de comércio e investimento transfronteiriços e melhorar o fluxo de comércio, logística, pessoas e transferência de tecnologia.
    Veja mais
  • Marcas chinesas destacam enorme potencial do mercado indonésio
    Marcas chinesas destacam enorme potencial do mercado indonésio
    A Indonésia tem uma população de quase 280 milhões de habitantes, com cerca de 5 milhões de bebês nascidos todos os anos. Pela estrutura etária do mercado consumidor, vale a pena observar a Indonésia.  Entretanto, a Indonésia registou um rápido desenvolvimento económico na última década e os níveis de rendimento dos consumidores locais melhoraram, permitindo-lhes gastar mais. A vitalidade económica da Indonésia atraiu muitas empresas chinesas para investir, com o seu foco em áreas como a indústria transformadora, a construção, a energia, a Internet e a tecnologia. De acordo com estatísticas do governo indonésio, o investimento direto das empresas chinesas no país atingiu 8,23 mil milhões de dólares em 2022, um salto anual de 160 por cento, atingindo um máximo recorde e classificando-se como a segunda maior fonte de investimento estrangeiro na Indonésia. .
    Veja mais
  • Cinturão e Rota são um farol de luz em um mundo conturbado
    Cinturão e Rota são um farol de luz em um mundo conturbado
    Os elevados gastos em projectos de infra-estruturas e os enormes investimentos no estrangeiro têm sido as marcas distintivas da iniciativa, fortalecendo as economias da China e dos países parceiros numa relação "ganha-ganha". Uma das principais características da iniciativa é que, apesar da força claramente desigual dos países membros em comparação com a China, a relação está enraizada no estatuto igual de todos os participantes. A grande conquista da BRI foi, sem dúvida, melhorar a conectividade e a cooperação económica entre os países participantes em todo o mundo. Estradas, caminhos-de-ferro, portos e outras infra-estruturas foram transformados, estimulando o crescimento económico, a expansão do comércio, a integração regional e uma maior estabilidade política. Também fortaleceu o Sul Global, criando um mundo mais multipolar, menos dependente dos ciclos económicos americanos. Tal como a antiga Rota da Seda aproximou as civilizações orientais e ocidentais, a BRI reforçou a conectividade global, fortaleceu os laços económicos e culturais e criou um modelo de desenvolvimento sustentado por princípios de igualdade, inclusão e cooperação internacional. Num momento de perigo acrescido para a paz mundial, nomeadamente na Ucrânia e no Médio Oriente, tais princípios são um raro farol de luz.
    Veja mais
  • A situação atual das exportações de produtos com uso intensivo de mão de obra na China: estratégias para superar a fraqueza econômica e expandir as exportações
    A situação atual das exportações de produtos com uso intensivo de mão de obra na China: estratégias para superar a fraqueza econômica e expandir as exportações
    A China é há muito conhecida como a potência industrial mundial, especialmente na produção de produtos de mão-de-obra intensiva. No entanto, o país enfrenta desafios no seu sector de exportação devido ao abrandamento económico global. Nesta análise, examinaremos a situação actual das exportações de produtos intensivos em mão-de-obra na China e discutiremos estratégias para superar as fraquezas económicas e encontrar avanços para expandir as exportações. **Situação Atual das Exportações:** O setor de exportação da China, especialmente em produtos de mão-de-obra intensiva, como têxteis, vestuário, eletrónica e brinquedos, tem desempenhado historicamente um papel crucial no crescimento económico do país. No entanto, nos últimos anos, a China tem enfrentado uma concorrência crescente de outras economias emergentes com custos de produção mais baixos, como o Vietname, o Bangladesh e a Índia. Isto, juntamente com o abrandamento económico global, resultou num declínio na taxa de crescimento das exportações da China. **Estratégias para superar a fraqueza econômica e expandir as exportações:** 1. **Inovação e atualização de produtos:** Para permanecerem competitivos no mercado global, os fabricantes chineses devem se concentrar na inovação e atualização de produtos. Ao investir em investigação e desenvolvimento, adoptar tecnologias avançadas e melhorar a qualidade dos produtos, a China pode diferenciar os seus produtos de mão-de-obra intensiva dos concorrentes. Isto inclui a incorporação de práticas sustentáveis, o aprimoramento das capacidades de design e o desenvolvimento de produtos de alto valor agregado. 2. **Diversificar os mercados de exportação:** A China deve procurar diversificar os seus mercados de exportação para reduzir a dependência de qualquer região. A expansão para mercados emergentes em África, América Latina e Sudeste Asiático pode proporcionar novas oportunidades para os exportadores chineses. Além disso, explorar nichos de mercado e atingir segmentos de consumidores específicos pode criar uma vantagem competitiva. 3. **Aumentar a eficiência da cadeia de abastecimento:** Melhorar a eficiência da cadeia de abastecimento é crucial para reduzir custos e aumentar a competitividade. A simplificação dos processos de produção, a otimização da logística e a adoção de técnicas avançadas de fabricação, como automação e robótica, podem levar a uma maior eficiência e economia de custos. 4. **Investir em capital humano:** O desenvolvimento de mão de obra qualificada é essencial para a produção de produtos de alta qualidade e com uso intensivo de mão de obra. A China deve investir em programas de formação profissional para melhorar as competências e a produtividade da sua força de trabalho. Ao nutrir uma força de trabalho qualificada, os fabricantes podem melhorar a eficiência da produção e atender às novas demandas dos mercados globais. 5. **Serviços de valor agregado e branding:** Oferecer serviços de valor agregado, como personalização, suporte pó...
    Veja mais
  • Os problemas enfrentados pela indústria de exportação de materiais para calçados
    Os problemas enfrentados pela indústria de exportação de materiais para calçados
    Um dos grandes desafios enfrentados pela indústria exportadora de calçados foi a oscilação dos preços das matérias-primas. Os preços de materiais como couro, borracha e tecidos sintéticos estavam sujeitos à volatilidade do mercado, tornando difícil para os exportadores manter preços estáveis ​​e lucratividade. Isso representou um obstáculo significativo para o crescimento e sustentabilidade da indústria. Outra questão que os exportadores enfrentaram foram os rígidos padrões de qualidade impostos pelos países importadores. Diferentes países tinham diferentes regulamentos e requisitos para materiais de calçados, variando de restrições químicas a padrões de durabilidade e segurança. Atender a esses padrões diversos e muitas vezes complexos exigia um investimento significativo em pesquisa, desenvolvimento e testes, o que aumentava o custo geral da produção. Além disso, as barreiras comerciais e as políticas protecionistas implementadas por alguns países também representaram desafios para os exportadores de materiais para calçados. Tarifas, cotas e restrições à importação dificultavam o acesso ao mercado e criavam barreiras à entrada dos exportadores. Isso limitou o potencial de crescimento da indústria e restringiu as oportunidades de expansão para novos mercados. Além disso, a concorrência de países de fabricação de baixo custo apresentou um desafio significativo para os exportadores de materiais para calçados. Os países com custos trabalhistas mais baixos e regulamentações ambientais menos rigorosas conseguiram produzir materiais a um custo menor, dificultando a competição de preços para exportadores de regiões de custo mais alto. Para enfrentar esses desafios, é crucial que a indústria de exportação de calçados se concentre em inovação, diversificação e produtos de valor agregado. Investir em pesquisa e desenvolvimento para criar novos materiais com propriedades únicas pode ajudar a diferenciar os produtos no mercado. Explorar novos mercados e construir relacionamentos fortes com potenciais compradores também pode ajudar a mitigar o impacto das barreiras comerciais. Em conclusão, a indústria de exportação de calçados enfrentou vários desafios no passado, incluindo preços flutuantes de matérias-primas, padrões de qualidade rigorosos, barreiras comerciais e concorrência de países de fabricação de baixo custo. No entanto, ao abraçar a inovação e explorar novas oportunidades, os exportadores podem superar esses desafios e prosperar no mercado global.
    Veja mais
1 2 3 4 5

Um total de 5 Páginas

Subscrever Para nós

Por favor, continue ler, fique postado, subscreva e congratulamo-se com você para nos dizer o que você pense.

Clique aqui para deixar uma mensagem

Deixe um recado
Se Você está interessado em nossos produtos e quer saber mais detalhes, por favor, deixe uma mensagem aqui, vamos responder você assim que nós puder.

Casa

Produtos

cerca de

contato